terça-feira, 10 de agosto de 2010

Na Mesa de Cabeceira #9


Há já muito, muito tempo, nas margens do lago Mimidoro, a que hoje se chama Mizoro, a nordeste de Quioto, um casal de patos-mandarim vivia em paz...

"Toda a infelicidade dos homens advém de que eles não vivem no mundo, mas no seu mundo."

O finito é o infinito, e o infinito o finito.
O presente é a eternidade.
in Os Melhores Contos Zen

Sem comentários: