sexta-feira, 18 de junho de 2010

...

A vida é um lugar estranho e eu sinto-me atordoada, meio aérea, como se tudo o resto fosse secundário a viver, respirar, sonhar, recordar...

Sem comentários: