terça-feira, 14 de julho de 2009

#2 Relaxing



Se um dia não houver Luar, vou à tua porta pedir a razão
Perguntar num beijo, pela luz que já não vejo, pelos olhos a falar do coração
E se me disseres que o olhar nunca foi o espelho da tua paixão
Agradeço à Lua, por trazer verdade tua, fecho olhos
Vou p'ra lá do teu clarão

Seguirei no chão, pegadas já marcadas pela dor.
Sofrimento de alguém que provou do teu amor.
Ardo no caminho em saudade de te amar.
Faço dela um novo luar.

Assim,
Volto de novo aqui
Aos braços de um olhar que enfrenta o enredo num desprezo par
Ai, quanto me doi esse abraçar.

E mesmo assim, eu estou de novo aqui, pronto a recomeçar.
Pronto p'ra partir e depois voltar.
Se um dia não houver Luar.

Se um Dia não Houver Luar by TUIST

Sem comentários: