sexta-feira, 31 de julho de 2009

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Collapsing


I collapsed... without even realizing it I was on the edge for quite sometime.
Is it ok if I fall?
Is it ok if I stop caring?
Is it ok if I stop being there?
I feel so tired, I just want to fly away. No one can blame me for that...

If I close my eyes and pretend to be unconscious will dreams come true?

#V Frase do Dia

'They say a person needs just three things to be truly happy in this world.
Someone to love,
something to do,
and something to hope for.'
by Tom Bodett

Well I have a lot of hopes...

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Jardim-Horta Suspenso #




jardim s. m. extensão de terreno em geral com muro ou grades à volta, onde se cultivam plantas de adorno e que se localiza num espaço público ou privado, podendo estar dependente ou não de uma habitação.

horta
s. f. terreno plantado de hortaliças e legumes.

suspenso adj. 1 sustido no ar; 2 pendente; pendurado; 3 iminente; em equilíbrio.

jardim-horta suspenso
s. m. vasos e mais vasos, em equilíbrio pendurados, ao lado uns dos outros localizados num espaço privado dependente de uma habitação, conhecido como varanda, delimitado por grades, onde são plantadas ervas aromáticas e legumes vários!


definições retiradas do dicionário de língua portuguesa da porto editora

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Limpar Portugal

Uma iniciativa em muito semelhante com a decorrida na Estónia em 2008.
Consiste em localizar e referênciar todas as lixeiras do país (incluindo uns amontoados de lixo por este Portugal espalhados, talvez) e depois proceder à sua limpeza.

Para mais informações entra em LimparPortugal.

Na Estónia foi assim:



"É o esquecimento e não a morte que nos faz ficar fora da vida."


Mia Couto in Venenos de Deus Remédios do Diabo

domingo, 26 de julho de 2009


When I was younger I had all this crazy ideias and wanted to change the world.


What happened?

I grew up and the world changed me...

quarta-feira, 22 de julho de 2009

#IV Frase do Dia

'Life is what happens to you when you are busy making other plans'
by John Lennon

terça-feira, 21 de julho de 2009

Harry Potter, the sixth...

Fui ver e achei o final demasiado soft comparado com o livro... ou melhor achei todo o filme demasiado soft.
Mas o quidditch continua a maravilhar!
E o delicioso humor britânico arrancou-me umas boas gargalhadas.
Para fãs.



segunda-feira, 20 de julho de 2009

#III Frase do Dia


"Podemos facilmente perdoar uma criança com medo do escuro; a real tragédia é quando os homens têm medo da luz"
by Platão

sexta-feira, 17 de julho de 2009

Birdcage

Inside of the light, I saw my youthful memories
They're still too far off for me, filthy as I am now
Inside of the darkness, I called your name over and over again
Inside of the endless time, there's no one there but you

I lock myself up, unable to even atone
I can't do anything but pray...my sadness is not cured

I tore off a single damp petal from a hydrangea
It floats in a puddle, and I remember you

In the evening just after the rain, I faintly heard the far off whistel of a ship
For some reason, it made me sad

If I can't be forgiven, then everything can disappear
The sadness and the pain, to the world that doesn't need anything

I lock myself up, unable to even atone
I can't do anything but pray...my sadness is not cured
From the gently crying sky, I also heard your voice
I laughed through gathering tears, but I couldn't see anything...

Inside of the light, I saw my youthful memories
Even the soundless smile is happy right now
I can't return to that time ever againWhen we were laughing


by Gackt Camui
translation by Mina-P

quinta-feira, 16 de julho de 2009


"Cure-me de sonhar, Doutor.

Sonhar é uma cura.
Um sonhadeiro anda por aí, por lonjuras e aventuras, sei lá fazendo o quê e com quem... Não haverá um remédio que me anule o sonho?
(...)
Todos elogiam o sonho, que é o compensar da vida. Mas é o contrário, Doutor. A gente precisa do viver para descansar dos sonhos.
Sonhar só o faz ficar mais vivo.
Para quê? Estou cansado de ficar vivo. Ficar vivo não é viver, Doutor"

Mia Couto in Venenos de Deus Remédios do Diabo

Estará o fim do Jornal em papel à vista?


Eu julgava que não mas a crise parece corroer tudo!
Solidariedade com os jornalistas, vamos apoiar o Público e mostrar à Sonae que existem coisas que vale a pena manter. A Sonaecom, detentora do jornal O Público, fez contas à vida e descobriu um rombo de milhões e pensou em soluções que mais parecem ditar o fim do jornal do que maneiras de o conseguir revitalizar.

Como leitora do Público em ambos os formatos eu peço que leiam nem que seja só as gordas!
A notícia completa no JN e no DN.

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Words

Dear Leonard Cohen,

may I use your words to express this swinging ansiety that sometimes tears my heart apart?


'Please find me

I am almost 30'


In all its reality it is true, I do wonder if Spring will ever start.

terça-feira, 14 de julho de 2009

#2 Relaxing



Se um dia não houver Luar, vou à tua porta pedir a razão
Perguntar num beijo, pela luz que já não vejo, pelos olhos a falar do coração
E se me disseres que o olhar nunca foi o espelho da tua paixão
Agradeço à Lua, por trazer verdade tua, fecho olhos
Vou p'ra lá do teu clarão

Seguirei no chão, pegadas já marcadas pela dor.
Sofrimento de alguém que provou do teu amor.
Ardo no caminho em saudade de te amar.
Faço dela um novo luar.

Assim,
Volto de novo aqui
Aos braços de um olhar que enfrenta o enredo num desprezo par
Ai, quanto me doi esse abraçar.

E mesmo assim, eu estou de novo aqui, pronto a recomeçar.
Pronto p'ra partir e depois voltar.
Se um dia não houver Luar.

Se um Dia não Houver Luar by TUIST

segunda-feira, 13 de julho de 2009

#1 Relaxing

Águas de Março

Elis Regina e Tom Jobim


É pau, é pedra, é o fim do caminho
É um resto de toco, é um pouco sozinho
É um caco de vidro, é a vida, é o sol
É a noite, é a morte, é um laço, é o anzol
É peroba do campo, é o nó da madeira
Caingá, candeia, é o Matita Pereira

É madeira de vento, tombo da ribanceira
É o mistério profundo, é o queira ou não queira
É o vento ventando, é o fim da ladeira
É a viga, é o vão, festa da cumeeira
É a chuva chovendo, é conversa ribeira
Das águas de março, é o fim da canseira
É o pé, é o chão, é a marcha estradeira
Passarinho na mão, pedra de atiradeira

É uma ave no céu, é uma ave no chão
É um regato, é uma fonte, é um pedaço de pão
É o fundo do poço, é o fim do caminho
No rosto o desgosto, é um pouco sozinho

É um estrepe, é um prego, é uma conta, é um conto
É uma ponta, é um ponto, é um pingo pingando
É um peixe, é um gesto, é uma prata brilhando
É a luz da manhã, é o tijolo chegando
É a lenha, é o dia, é o fim da picada
É a garrafa de cana, o estilhaço na estrada
É o projeto da casa, é o corpo na cama
É o carro enguiçado, é a lama, é a lama

É um passo, é uma ponte, é um sapo, é uma rã
É um resto de mato, na luz da manhã
São as águas de março fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração

É uma cobra, é um pau, é João, é José
É um espinho na mão, é um corte no pé

É um passo, é uma ponte, é um sapo, é uma rã
É um belo horizonte, é uma febre terçã
São as águas de março fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração

É pau, é pedra, é o fim do caminho
É um resto de toco, é um pouco sozinho

...


Stare them in the eyes and then... DARE them to dance!!

domingo, 12 de julho de 2009

Como escreves tu?

Vi um documentário sobre os jovens adolescentes franceses e a sua relação com os telemóveis, as máquinas fotográficas digitais, o computador, a internet, o blog e a língua-materna.
E consolei um pouco o meu espírito de leitora e escriba... também os jovens franceses utilizam abreviaturas e esquecem como se escreve correctamente.

Parece ser um mal que atinge a juventude dos países desenvolvidos e em desenvolvimento: a desevolução do aprender a própria língua!

E também eles vivem estranhas modas e influências que se espalham no youtube como fogo numa seara seca.

Estarei realmente consolada?

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Planet Earth, my HOME, your HOME!

In 200,000 years on Earth, humanity has upset the balance of the planet, established by nearly four billion years of evolution. The price to pay is high, but it's too late to be a pessimist: humanity has barely ten years to reverse the trend, become aware of the full extent of its spoliation of the Earth's riches and change its patterns of consumption.

More than a movie, HOME was a major event all over the globe : for the first time ever, a film was released on the same day in over 50 countries and on every format: movie theatres, TV, DVD and Internet.
On June 5th we all had a date with the planet!
I got there only one month after but I surrendered to it immediatly!

quinta-feira, 9 de julho de 2009

#II Frase do dia

"I became insane, with long intervals of horrible sanity"
by Edgar Allen Poe

Na Mesa de Cabeceira #1


O amigo silencioso que me acompanhará nos próximos tempos
'Venenos de Deus Remédios do Diabo' de Mia Couto


"O jovem médico português Sidónio Rosa, perdido de amores pela mulata moçambicana Deolinda, que conheceu em Lisboa num congresso médico, deslocou-se como cooperante para Moçambique em busca da sua amada.
Em Vila Cacimba, onde encontra os pais dela, espera pacientemente que ela regresse do estágio que está a frequentar algures. Mas regressará ela algum dia?
Entretanto vão-se-lhe revelando, por entre a névoa que a cobre, os segredos e mistérios, as histórias não contadas de Vila Cacimba - a família dos Sozinhos, Munda e Bartolomeu, o velho marinheiro, o administrador, Suacelência e sua Esposinha, a misteriosa mensageira do vestido cinzento espalhando as flores do esquecimento."

quarta-feira, 8 de julho de 2009

#I Frase do dia

"Não dispomos de tempo para sermos completamente nós próprios. Só temos espaço suficiente para sermos felizes"
by Albert Camus

segunda-feira, 6 de julho de 2009

domingo, 5 de julho de 2009

Primeiro Sábado de cada Mês


É tradição fecharem a rua principal e aí montarem o mercado. Dos meus tempos de miúda recordo-me das vozes e dos sons metálicos logo cedinho pela manhã ainda o sol estava a nascer.
Neste sábado saí à rua para feirar (como se diz por aqui) e neste mercado é possível feirar desde roupa interior a tachos, panelas e colheres de pau, passandos pelas ferragens e triplas tomadas!
Uma mini mini mini feira internacional de carcavelos mas com raízes muito alentejanas.


Vista da feira quando se entra na aldeia


Eu também feirei: burronhol, pipocas e uma colher de pau!