quarta-feira, 30 de julho de 2008

A minha imagem neste espelho (I)

"(...) À questão aflita
- O que vais fazer na vida
respondi invariavelmente
- Assobiar no escuro
o que me salva da política, da critica literária e da ambição de poder, preferindo aos congros ávidos os serafins sem bússula e às forças da natureza as pequenas fraquezas onde o prazer se esconde. Suponho que a inquietação é a diferença entre a realidade e os projectos sonhados: isso impede-me as tentações de glória dos intelectuais, ou seja, entrar sem convite onde não me desejam. (...)"
António Lobo Antunes in Assobiar no Escuro

Sem comentários: